Fala, galera!

Que tal um hambúrguer agora, hein?! Nada mal! Hehehehe. Bate aquela fome inexplicável e você logo começa a imaginar todos os jeitos possíveis de comer hambúrguer.

E que tal ter um rato? WHAT?! É isso mesmo! Que tal ter um rato como bichinho de estimação?! Para uns pode ser algo asqueroso, para outros… é, pensando bem, não é todo mundo que tem um rato de estimação!

E se juntarmos ratos e hambúrgueres na mesma história?!

Bem, essa é a ideia de Ratobúrguer, um livro infantojuvenil de autoria de David Walliams. Nessa história maluca, conhecemos Zoe, uma menina que, após perder seu hamster, encontra no ratinho Armitage um motivo para viver feliz, ainda que em condições tão precárias. Mesmo com pai desempregado, uma madrasta má e tendo que encarar a valentona da escola, Zoe conseguia viver como uma criança “normal”. Mal sabia ela que tudo mudaria a partir do momento em que ela conhecesse Burt, o vendedor de hambúrguer.

Ler Ratobúrguer é misturar sensações, incluindo náuseas! Para imaginar alguns trechos é preciso ter estômago forte. Do contrário… Bem, não aconselho ler enquanto come, principalmente se estiver comendo um hambúrguer! Enquanto leitora, sou daquelas que imagina cada detalhe descrito pelo autor. Então, as cenas que ficaram em minha mente, à medida que lia, não foram tão agradáveis. Mas, talvez, tenha sido apenas impressão minha.

Fora isso, encontrei trechos, digamos, “fortes” se considerarmos o público-alvo. Se eu fosse a autora, omitiria algumas partes ou não as descreveria de tal forma. Se bem que os livros infantojuvenis não são como os que eu lia antes. Às vezes tenho essa impressão de que “os livros já não são mais os mesmos” ou então estou “velha demais” para tais livros (hahahahahaha).

Ratobúrguer nunca esteve na minha lista de livros desejados. Na verdade, o comprei pelo famoso impulso associado a uma promoção imperdível! Confesso que não resisti! Vale a leitura e também vale um hambúrguer! Pois é! Dentro do livro é possível encontrar um “vale-hambúrguer”, mas não aconselho usá-lo! Não mesmo!!!

RAT117-300x262
Zoe e Armitage

(WALLIAMS, David. Ratogúrguer. (Tradução de Edmundo Barreiros). Rio de Janeiro: Intrínseca, 2013. 256 p. Título original: Ratburguer.)

Anúncios